Advogado de 43 anos foi preso pela Polícia Militar e Polícia Civil na tarde de quarta-feira, depois ameaçar de morte o funcionário de uma usina de álcool localizada no município de Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande. Ele estava armado com uma pistola calibre 380 carregada com dez munições e cobrava acerto de dívida da empresa junto a arrendatários.

 

Segundo a polícia, o homem chegou ao local por volta das 14h50 e passou a proferir ameaças contra o funcionário. A equipe de segurança conseguiu desarmá-lo e detê-lo na portaria, até a chegada dos policiais. Morador em São Paulo, ele alegou também ser arrendatário e disse estar revoltado com os atrasos no pagamento pelas terras cedidas para lavoura de cana-de-açúcar.

 

Descontrolado e aos prantos, ele recebeu voz de prisão, teve a arma apreendida e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica. O presidente da subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no município acompanhou a ação, para garantir as prerrogativas do advogado.