Menu
21º min
32º min

19/07/2019 às 08h52

ANGÉLICA: Secretário de Obras é acusado de agredir funcionário


Portal Angélica
Foto: Portal Angélica

O Secretário de Obras e Infraestrutura do município de Angélica, Marcelo Perez de Lima (37) foi acusado de agressão e ameaça por um funcionário da secretaria, da qual é chefe, na manhã desta quinta-feira (18).

 

Conforme apurou o site Portal Angélica, o operador de máquinas Edmar Cazarotto Bogaz (37) compareceu na Delegacia de Polícia Civil de Angélica para prestar queixa por ameaça e vias de fato (agressão)  contra o seu chefe, o secretário de obras e infraestrutura do município de Angélica.

 

De acordo com o Boletim de Ocorrência, Edmar Bogaz informou que vem se desentendendo com o secretario há algum tempo e que o fato já foi até comunicado por ele ao prefeito do município, segundo ele os desentendimentos são por questões políticas (Edmar é filho de um vereador de Angélica) e que por isso vem sofrendo assédio moral por parte do secretário.

 

Na manhã de segunda-feira (15) enquanto estavam trabalhando em uma obra localizada em uma estrada rural do município, segundo Edmar, o secretário Marcelo Perez não deixou ele “pegar” a máquina para trabalhar e disse que enquanto ele fosse secretário ele não iria pegar nenhuma máquina e que o deixaria de castigo na garagem da prefeitura.

 

No momento em que Edmar iria entrar no veículo, dirigido por Marcelo, para retornarem á garagem o secretário falou para ele descer e subir na carroceria do veículo, no momento que Edmar pisou no pneu do veículo para pegar impulso e subir no veículo o secretário arrancou com o carro, arrastando Edmar por 10 a 15 metros, já que sua perna ficou presa no veiculo, fato este presenciado por outros funcionários da secretaria de obras que também estavam trabalhando no local e foram testemunhas do ocorrido.

 

Após o acidente, Edmar foi reclamar da atitude do secretário que disse as seguintes palavras, de acordo com o registro do boletim de ocorrência “Você que se foda, você que se lasque”, neste momento Edmar falou “ que Marcelo era um babaca e que não poderia fazer aquilo, pois passei na prova e tenho meus direitos” e neste momento Marcelo falou que “iria quebrar a cara dele”.

 

De acordo com o Boletim de Ocorrência, Edmar afirmou que acredita que o secretário fez isso por motivações políticas, pois seu pai é vereador do município.

 

Logo após o registro da ocorrência, Edmar Bogaz, foi encaminhado ao hospital do município de Angélica para que fossem realizados os exames de corpo de delito.