Menu
21º min
32º min

28/10/2019 às 16h53

Deputado coleta reclamações da Energisa nas redes sociais para emplacar CPI

Com custos altos para abrir CPI, Contar precisa de material relevante para convencer colegas


Fatima News
Foto: Divulgação

Parece que a possibilidade de abertura da CPI da Energisa (Comissão Parlamentar de Inquérito) congelou na Assembleia. A ideia partiu do deputado Capitão Contar (PSL) e até agradou alguns colegas, mas a maioria quer um fato determinante para assinar o documento. 

 

A resistência dos parlamentares está dando dor de cabeça a Contar, que busca apoio popular e opinião pública por meio das redes sociais. Ele chegou a divulgar na página do Facebook um número disponibilizado para atender a demanda da população. 

 

“Precisamos conhecer todas as situações irregulares entre a Energisa e o consumidor sul-mato-grossense. Com isso, vamos juntar ainda mais informações para anexar o seu caso e registro junto ao pedido da CPI”, diz o post de Contar.

 

O deputado tenta emplacar a #CPIEnergisaMSJá nas redes. A publicação havia mais de cem compartilhamentos, no entanto, ainda não foi o suficiente para convencer parlamentares da Casa de Leis.

 

Para abertura de CPI são necessárias oito assinaturas e, por enquanto, só assinaram os deputados Neno Razuk (PTB), João Henrique Catan (PL), Antônio Vaz (Republicanos), Lucas de Lima (SD) e Evander Vendramini (PP). 

 

Além de mais fatos determinantes, os deputados comentaram questões onerosas e tempo. O Capitão deve iniciar a semana com nova estratégia para conseguir convencer os colegas.