Menu
21º min
32º min

18/08/2018 às 09h37

NOVA ANDRADINA: Irmãos são presos acusados de tráfico de drogas

Entre os suspeitos está um professor e sua esposa presos por associação criminosa ao tráfico


TOPMIDIA NEWS
Foto: POLÍCIA CIVIL/DIVULGAÇÃO

Policiais da SIG (Seção de Investigações Gerais) da Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina prenderam, Ademir Pereira dos Santos de 42 anos, vulgo “Demi”, Edgar Pereira dos Santos de 51 anos, professor Adevair Pereira dos Santos de 48 anos e sua esposa Gislaine do Nascimento e 31 anos, acusados de tráfico de drogas e associação criminosa ao tráfico. Ação policial aconteceu nesta quinta-feira (16), na avenida Ivinhema.

 

 

Conforme nota da Polícia Civil, as quatro pessoas associadas vinham praticando o comércio de crack em um imóvel localizado à avenida Ivinhema, bairro São Vicente de Paulo.

 

Após vigilância sobre o lugar e dos irmãos Ademir e Edgar, os investigadores criminais surpreenderam, inicialmente, uma usuária de droga comprando e deixando o local. Depois, foi abordada pelos agentes policiais, ainda em sua posse das duas “paradinhas” de crack, recém compradas de um dos alvos, o “Demi”, cuja usuária foi encaminhada à “Demi” pelo irmão dele, Edgar.

 

Ante a evidência da comercialização de drogas observada pelos investigadores, eles decidiram por realizar abordagem nos imóveis de moradia dos irmãos, ocasião em que, surpreenderam mais um usuário dentro da residência, também moradia do casal Adevair e Gislaine, que se faziam presentes, além de mais pessoas que lá se encontravam.

 

Em revista no ambiente, os policiais encontraram várias pedras de crack, que pesadas totalizaram 112,4 gramas, além de apetrechos destinados à preparação para venda a varejo, como balança de precisão, tesoura, sacolas plásticas, bem como, comprovantes bancários de depósitos em dinheiro decorrente da venda de drogas, R$ 1.995 e mais U$ 2 mil dólares americanos, motocicleta sem emplacamento e telefones celulares contendo arquivos que denotaram envolvimento, também, em forma de associação ao tráfico, por parte do casal Adevair e Gislaine, cujas versões negativas de envolvimento com o tráfico realizado em sua própria casa, foram desconexas como o conjunto probatório encontrado pelos policiais civis, que evidenciou o conhecimento do ilícito penal que ocorreria no lugar, além de estarem coniventes com o tráfico de drogas praticados pelos irmãos “Demi” e Edgar, este último com tornozeleira por força de condenação em regime semiaberto, com passagens anteriores por tráfico de drogas, nos mesmos moldes de “Demi”, ou seja, reincidentes em crime de mesma natureza.

 

Os irmãos Ademir e Edgar foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e o professor Adevair e sua esposa, Gislaine do Nascimento por associação criminosa ao tráfico.

 

Os usuários responderam por crime de menor potencial ofensivo e foram liberados após esclarecimentos legais.

 

Os presos deverão aguardar audiência de custódia em Juízo e serão removidos ao EPMRF (Estabelecimento Penal Masculino Regime Fechado) e Delegacia de Batayporã, no caso de custódia feminina.

 

A Polícia Civil continuará combatendo o tráfico de drogas dessa modalidade de varejo com intuito de inibir outros ilícitos penais decorrentes desta prática, inclusive, deverá aprofundar a investigação sobre outros envolvidos nessa associação que possam emergir no curso do inquérito policial, finaliza a nota à imprensa.