Menu
21º min
32º min

20/08/2018 às 16h58

Notícia em site de prefeitura faz MP-MS investigar prefeita por promoção pessoal em Fátima do Sul

Inquérito foi aberto na semana passada


- Midiamax
Foto: Prefeitura/Fátima do Sul

O MP-MS (Ministério Público Estadual) instaurou, na semana passada, inquérito para investigar denúncia de suposta improbidade administrativa praticada pela prefeita de Fátima do Sul, Ilda Machado (PR).

 

Conforme o processo, Ilda teria utilizado uma entrega de obra na cidade para se promover. A situação teria ficado explícita em notícia publicada no site institucional da prefeitura.

 

O inquérito foi aberto pelo promotor Romão Avila Junior depois de denúncia anônima feita a ouvidoria do MP. A obra que contou com a presença da prefeita na inauguração é a pavimentação do Jardim Eliane, que há 30 anos era promessa de campanhas políticas para asfaltamento.

 

A entrega da pavimentação ocorreu no início do mês passado, como parte do cronograma de obras entregues durante o aniversário de Fátima do Sul. Além de faixas que davam o tom da ‘promessa cumprida’ pela prefeita, para o MP, houve exaltação pessoal.

 

“Em reportagem publicada acerca da pavimentação das ruas do bairro Jardim Eliane, como cumprimento de promessa de campanha, com a exposição de fotografias e exaltações pessoais, colocando-se em posição de destaque frente ao Poder Executivo Municipal, descurando-se da finalidade educativa, social e informativa e principalmente pública, da qual devem se revestir quaisquer informativos publicitários, patrocinados pelo erário público”, afirma o promotor.

 

A notícia alvo da denúncia, ao que tudo indica, foi excluída do site da prefeitura. Em buscas por palavras-chaves relacionadas ao evento e ao bairro, apenas uma notícia sobre o andamento das obras é encontrada. O inquérito segue tramitando na 1ª Promotoria de Justiça de Fátima do Sul.

 

Outro lado

 

Depois da denúncia ao MP, a prefeitura de Fátima do Sul se manifestou afirmando que a notícia publicada no site do município não fazia menção a promoção pessoal da prefeita. “Apenas foi citado que a obra se tratava de promessa de campanha e fora realizada com recursos próprios do Município”, diz. A prefeitura também informou ao promotor que não houve má-fé na conduta de Ilda.

O Jornal Midiamax tentou contato, por telefone, com a prefeita Ilda, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.