Menu
21º min
32º min

30/08/2018 às 08h27

NOVA ANDRADINA: Alunos do IFMS, pais e moradores bloqueiam a MS-473

Grupo também vai até a sede da Promotoria de Justiça pedir explicações sobre o impedimento da execução da obra


- Jornal da Nova
Foto: jornal da nova

Foi a “gota d’água” para os usuários da estrada MS-473, que liga ao IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e aos bairros rurais do Laranjal, Papagaio e São Bento em Nova Andradina, após alunos do Instituto sofrerem acidente de trânsito grave na última terça-feira (28).

 

Revoltados com a situação que se arrasta há anos, depois que o atual governador Reinaldo Azambuja prometeu na última campanha em asfaltar os 23 km que liga o perímetro urbano, até ao IFMS e até agora nada foi feito.

 

Na manhã desta quinta-feira (30), a rodovia que liga a cidade até aquela região, está bloqueada por alunos, pais e moradores da região, reivindicando que a obra de pavimentação asfáltica seja executada.

 

“Chega de promessas, quantos acidentes graves já aconteceram aqui, até mortes ocorreram e as autoridades estão esperando o quê?”, disse um dos alunos que faz o trecho diariamente.

 

Em nota, o Governo de Mato Grosso do Sul explica que  está impedido, por decisão judicial, de executar a obra de pavimentação da rodovia MS-473, no município de Nova Andradina. A referida via é alvo de inquérito civil instaurado pelo MPE (Ministério Público Estadual), em meados de 2016, para apuração de supostos crimes contra a gestão anterior do Estado por desvios de recursos na execução de obras.

 

Por esta razão, conforme nota de esclarecimento expedida pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), o Estado aguarda a conclusão de perícias técnicas que farão parte do inquérito para licitar a pavimentação da rodovia. Um dos trechos previstos no projeto, de 23 km, atenderá diretamente a comunidade acadêmica do campus do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

 

 

Já um documento do MPE datado em 9 de janeiro de 2017, encaminhado ao secretário de obras do Estado na época, hoje afastado para candidato a cargo político, diz que o Ministério Público não se opõe a realização de intervenção por parte do Estado de Mato Grosso do Sul na estrada MS-473, com o intuito de torna-las trafegáveis e aptas ao uso cotidiano da população.

 

Ao Jornal da Nova os alunos disseram que o bloqueio é uma forma de reivindicar mais uma vez para que a obra seja executada e parte do grupo vai deslocar para frente do prédio da Promotoria de Justiça pedir explicações ao promotor que acompanha o caso.