Menu
21º min
32º min

07/04/2019 às 20h18

De virada, Águia Negra bate Sete em casa e vai à quarta decisão


correio do estado
Foto: Diego Batistoti

Festa para uma das torcidas mais fanáticas de Mato Grosso do Sul. Na noite deste domingo, o Águia Negra, time de melhor campanha do Estadual 2019, chegou até a levar um susto no início, mas virou, venceu o Sete de Dourados por 2 a 1 em casa, em Rio Brilhante, e chega pela quarta vez à final, em 12 anos.

 

O Rubro-Negro tenta seu terceiro título. Fora campeão em 2007 e 2012, mas amargou um vice em 2014, última vez que chegou à decisão.

 

Líder em alguns dos índices da tempoada, como ataque, não seria desta vez que o Águia tropeçaria, algo que foi comum nos últimos anos.

 

Desta vez a equipe entrou em campo com uma grande vantagem conquistada na última quarta-feira (3), em Itaporã, quando venceu por 3 a 1. Com isso, poderia até perder por dois gols de diferença que estaria na final.

 

Sabendo da tarefa muito difícil, o Sete foi para cima e mostrou que não chegou a semifinal à toa. Nos primeiros minutos, o time douradense perdeu diversas oportunidades de abrir o placar e ainda reclamou de uma penalidade não marcada pela arbitragem. Mesmo assim, chegou ao gol aos 13 minutos com Geovani em chute de fora da área e deu esperanças aos torcedores.

 

O gol animou o Sete que passou a jogar no campo do rival com muita organização criando várias oportunidades não bem concluídas. O Águia recuou e mesmo ainda com a vantagem teve vários erros com a pressão do rival.

 

O jogo foi para o intervalo com a vitória parcial do Sete. Mesmo assim, o técnico Valdir Fortini, que não pode ficar no banco de reservas devido a expulsão na quarta-feira, resolveu arriscar e voltou com Gugu no lugar do volante Guina.

 

O Sete seguiu na pressão e criando chances de ampliar. Mas também abriu espaço para o contra-ataque dos rivais e em um desses, aos 18 minutos, Otacílio Neto tentou a finalização de longe e a bola ficou com os zagueiros que em jogada rápida tratou de lançar o ataque e Kareca concluiu no empate. Foi o terceiro gol dele neste confronto somando os dois jogos.

 

O gol deixou o duelo praticamente decidido e com a virada foi questão de tempo. Jorginho fez aos 39 minutos e fechou o placar de 2 a 1 com a vaga garantida na final. 

 

O adversário será o Aquidauanense, que mais cedo bateu o Comercial por 2 a 1, no Morenão. O primeiro confronto acontece no próximo domingo (14), em Aquidauana. A volta é no dia 21. Com a melhor campanha, o Águia joga por dois placares iguais.

 

Além disso, um outro tabu cai com a classificação do Aquidauanense. Depois de seis anos Campo Grande ficará sem representantes nas competições nacionais (Copa do Brasil e Série D do Brasileirão), já que campeão e vice são indicados pela Federação para os torneios.

 

A última vez fora em 2013, quando o próprio Águia Negra e Naviraiense, respectivamente campeão e vice estadual do ano anterior, foram os representantes nacionais do Estado. 




PRIMEIRA PÁGINA