Menu
21º min
32º min

04/05/2019 às 11h46

Em um ano, 15 pessoas morreram vítimas de choques elétricos em MS


campo grande news
Foto: André Bittar

Em todo o ano passado, 15 pessoas morreram após sofrerem descargas elétricas em Mato Grosso do Sul. O dado foi divulgado nesta semana pelo Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica, feito pela Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização dos Perigos de Eletricidade).

 

Segundo o balanço, em 2018 foram registrados 1.424 acidentes com origem elétrica em todo o país. O mais frequente são os choques elétricos, com 836 casos, seguidos pelos incêndios por sobrecarga ou curto-circuito, com 537 ocorrências e os acidentes com descargas atmosféricas, os raios, que somaram 51 registros em todo o país.

 

O levantamento mostra ainda que na região centro-oeste 73 pessoas morreram após choques elétricos, das vítimas 15 moravam em Mato Grosso do Sul, que é o terceiro estado com maior registro, ficando atrás de Goiás, com 25 e Mato Grosso, o primeiro da lista com 27 mortes.

 

Os incêndios por sobrecarga ou curto-circuito também foram contabilizados por região. No centro-oeste foram 60 casos e cinco mortes. Na pesquisa, não há detalhes de quantos casos aconteceram em Mato Grosso do Sul, nem o número de acidentes com raios no Estado.

 

Na tarde de ontem (3), um porteiro da Santa Casa de Campo Grande ficou ferido ao sofreu descarga elétrica após a queda de um raio a cerca de 200 metros do hospital durante a chuva. Testemunhas contaram que ele foi arremessado a cerca de dois metros após encostar em no portão de acesso ao pronto-socorro da unidade.

 

Conforme a assessoria do hospital ele não sofreu queimaduras e foi levado para a área vermelha da unidade, para fica em observação e passar por exames. Segundo a meteorologia, foram registrados a queda de 82 raios em Campo Grande. 

 

Anuário - O total de 622 mortes, somente por choque elétrico tem se mantido estável nos últimos cinco anos, conforme o levantamento.