Menu
21º min
32º min

10/05/2019 às 14h20

Energia elétrica pressiona inflação de abril em Campo Grande


CORREIO DO ESTADO
Foto: CORREIO DO ESTADO

O levantamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgado nesta sexta-feira (10), reforça que o reajuste da energia elétrica pressionou a inflação de abril, que chegou a 0,52%, enquanto que a variação nos últimos 12 meses chegou a 4,27%. 

 

A pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), identifica que em Campo Grande, o grupo com maior variação mensal foi a Habitação (1,55%), puxado pelo resultado da energia elétrica (6,65%). 

 

Em função disso, a Capital de Mato Grosso do Sul teve a maior variação entre as unidades territoriais investigadas, lembrando que o reajuste no serviço de energia elétrica de 12,38% foi efetivado em 8 de abril.

 

Na sequência, o grupo Saúde e Cuidados Pessoais teve a 2ª maior alta, 1,25% reflexo da alta de 1,75% dos remédios em vigor desde 31 de março, que atingiu todas as classes desses produtos. Também foram registrados aumentos nos itens higiene pessoal (2,25%) e plano de saúde (0,80%).