Menu
21º min
32º min

14/05/2019 às 08h58

Vizinhos afirmam que 'Baixinho' promovia rinhas de galo

Suspeito matou colega após discussão e bebedeira; ele também criava aves silvestres de forma ilegal e irregular


JP News - Topmidia News
Foto: Reprodução/JP News

Testemunhas afirmaram que “Baixinho”, suposto assassino de Celso Mariano Carvalho, de 43 anos, promovia rinhas de galo no residencial aonde morava de favor, com amigos. A vítima, que teria sido assassinada às 20h de domingo (12), a golpes de facão, teria ingerido bebida alcoólica com o suspeito antes de uma discussão.

 

'Baixinho' seria hoteleiro e teria ligado para colegas de trabalho comunicando o crime. Segundo as testemunhas, a ligação teria ocorrido pela manhã desta segunda-feira, em que o suspeito afirmou ter empalado a vítima, mas que não teria certeza de que estaria morta.

 

A Polícia Civil foi chamada e encontrou o corpo de Celso Mariano, sem vida, embaixo de uma árvore, no quintal de uma das residências do condomínio que fica na Rua Caranhas, no Jupiá.

 

A vítima teria recebido ao menos cinco golpes de facão de corte de cana-de-açúcar. No imóvel, os policiais encontraram cerca de 30 pássaros silvestres e outras aves, criadas de forma ilegal e irregular.

 

A Polícia Militar Ambiental foi acionada e registrou ocorrência de maus-tratos e crime ambiental.