Menu
21º min
32º min

15/07/2019 às 14h18

Policial que matou em festa onde fazia bico vai a júri por homicídio simples


midia max
Foto: Dayene Paz

O policial militar Gesus Fernandes de Oliveira, acusado de matar Luiz da Silva Souza Júnior, no dia 10 de junho de 2017, com um tiro na nuca, vai a júri popular ainda sem data marcada pela Justiça. Ele fazia bico de segurança em uma festa, na Chácara da República, em Campo Grande, local onde ocorreu a morte do adolescente.

 

Mesmo com um tiro desferido pelas costas acertando Luiz na nuca, a defesa do militar conseguiu derrubar a qualificadora de “recurso que dificultou a defesa da vítima”, já que o rapaz estava de costas quando foi feito o disparo.

 

Na última sexta-feira (12), a Justiça determinou que o policial vá a júri popular, mas sem as qualificadoras sendo julgado, apenas, por homicídio simples. A data para o júri ainda não foi determinada. Em audiência em maio deste ano, Gesus negou que estava fazendo bico de segurança no local.

 

Ainda durante a audiência, o militar contou que atirou para se defender já que o adolescente parecia estar armado.