Advogado é levado para a delegacia após denúncia de abuso contra enteadas

MIDIAMAX


Um advogado de 55 foi levado para a delegacia neste fim de semana para prestar esclarecimentos sobre abusos que estaria cometendo contra duas irmãs de 11 e 13 anos, que seriam suas enteadas. Ele negou o crime e disse ser vingança do adolescente.

 

Informações da polícia são de que no domingo (9), o garoto de 14 anos acionou a Polícia Militar, depois que uma de suas irmãs, de 13 anos contou que o padrasto teria passado a mão em suas nádegas e que acariciava o corpo da menina de 11 anos enquanto ela dormia.

 

A polícia foi até a residência, no Jardim Itatiaia e a mãe das meninas teria dito aos militares, que tudo não passava de uma vingança do filho já que havia negado a ele R$ 50. O advogado foi conduzido até a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) para prestar esclarecimentos.

 

Na delegacia, ele negou os fatos e disse que os enteados não gostam dele. O homem convive maritalmente com a mãe dos adolescentes há 3 anos e seria curador da esposa. O caso foi registrado como importunação sexual.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE