Menu
21º min
32º min

24/02/2020 às 15h43

Piloto americano morre em foguete caseiro que tentava provar que ‘a Terra é plana’

Um piloto americano morreu no sábado (22/2) depois de seu foguete caseiro ter um lançamento malsucedido e cair no deserto da Califórnia.


PORTAL ANGéLICA - Ivinoticias
Foto: Divulgação

“Mad” Mike Hughes, 64, era conhecido por defender que a “Terra é plana” e pretendia lançar o próprio foguete supostamente para provar sua teoria.

 

Um vídeo publicado no Twitter mostra o foguete sendo lançado e caindo ao chão, pouco depois, perto da cidade californiana de Barstow.

 

Segundo o site Space.com, Hughes fez o lançamento para um programa de TV chamado Homemade Astronauts (astronautas caseiros, em tradução livre), da emissora Science Channel, e pretendia alcançar uma altitude de 1,5 mil metros. O foguete fora construído com US$ 18 mil.

 

Também no vídeo do lançamento, é possível ver um paraquedas se soltando do foguete segundos após a decolagem, mas aparentemente cedo demais.

 

O Departamento de Polícia de San Bernardino afirmou que policiais foram chamados para atender à ocorrência às 14h locais do sábado.

 

“Um homem foi pronunciado morto depois que o foguete colidiu no deserto”, disse o departamento. O agente de Hughes confirmou sua morte à imprensa americana.

 

Hughes fez fama como terraplanista, mas seu porta-voz, Darren Shuster, afirmou ao jornal Los Angeles Times que isso era apenas uma estratégia publicitária para chamar atenção.

 

Contratos públicos com empresa de comunicação são alvos de apuração em Bodoquena

Áustria interrompe tráfego de trens para a Itália por receio do coronavírus

MPMS investiga compras feitas por secretários de Sidrolândia sem fazer licitação

Em 2° dia de blocos de rua de Campo Grande, foliãs reclamam que assédios persistem.

 

“Eu não acho que ele acreditava (que a Terra é plana)”, disse. “Ele defendia algunas teorias da conspiração sobre o governo. Mas não confunda isso com Terra plana. Foi uma ação de relações públicas que bolamos.”

 

Pelo Twitter, o Science Channel lamentou a morte de Hughes, dizendo que “sempre foi o sonho dele fazer esse lançamento, e nós estávamos lá para fazer a crônica de sua jornada”.

 

Muitos usuários, porém, criticaram a emissora por estimular uma “autoilusão” de Hughes e “promover a ignorância”.