DEODÁPOLIS: PMA prende e autua pescador por captura de pescado acima da cota e abaixo das medidas permitidas por lei

DEODAPOLISNEWS


Pescados e apetrecho apreendidos pela PMA

Policiais Militares Ambientais de Dourados realizavam fiscalização no município de Deodápolis no rio Dourado na operação Ictiofauna e prenderam no sábado (10) à noite, às 22h00, um pescador de 41 anos por pesca predatória. Ele foi abordado à margem do rio ao lado de uma embarcação em que estava outro pescador seu companheiro de pesca e havia capturado cinco exemplares de peixes das espécies piau e piapara, pesando 4 kg, havendo exemplares abaixo da medida mínima de captura permitida pelas normas, o que é crime ambiental.

Conforme apurou o Site Deodapolisnews, além disso, o pescador poderia capturar e abater como cota apenas um exemplar de peixe nativo e mais cinco exemplares de piranha e não havia piranha entre os peixes, dessa forma, ele só poderia ter abatido um exemplar, sendo essa atitude também caracterizada como crime. Ele também pesca sem a licença de pesca obrigatória. Foram apreendidos o pescado e uma carretilha com vara.

O infrator, residente em Deodápolis, recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Deodápolis, juntamente com o material apreendido, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.800,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE