Blogueira associa mau cheiro à pele negra e é acusada de racismo

Seguidores acusam influenciadora Isadora Farias e especialistas confiram o óbvio: mau cheiro corporal não é relacionado à cor

SBT JORNALISMO/PRIMEIRO IMPACTO


Reprodução, Internet

Em meio a looks e depoimentos, um deles não passou despercebido pela fala considerada racista por muitos internautas. A blogueira de moda Isadora Farias publicou um vídeo nas redes sociais afirmando que tinha muito "cecê" e que comprava desodorante para peles negras para combater o mau cheiro nas axilas.

 

 "Seu racismo fede", afirmaram várias pessoas inconformadas com as frases, enquanto a influenciadora afirmou que "foi um mal entendido".

 

No entanto, o "mal entendido" é rebatido por especialistas em dermatologia. O odor nas axilas não está relacionado à cor ou tom da pele e, sim, com a combinação de suor e bactérias presentes na pele.

 

A fala ganhou repercussão e, depois de ser acusada de racismo, a blogueira pediu "perdão", afirmando que tem caráter e que "eu não sou essa pessoa racista. Eu amo os negros. Eu amo todas as pessoas e eu trato as pessoas com igualdade. Quem me conhece sabe". Isadora Farias também afirmou que tudo "foi um mal entendido", acrescentando que tem amigos e trabalha com colegas negros. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE