Dupla que matou jovem de 19 anos a tiros após briga em conveniência é condenada

As penas somam mais de 18 anos em regime fechado

MIDIAMAX


Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Nesta quarta-feira (12), foram a julgamento Douglas Henrique Coelho Gomes, de 24 anos, e Aslan Toledo Teixeira, 28 anos, pelo homicídio de Elizeu Cordeiro Neto, 19 anos. O crime aconteceu em agosto de 2017, quando Douglas teria decidido matar o rapaz a tiros após eles discutirem em uma conveniência na Avenida Guaicurus.

 

Conforme a denúncia, na madrugada do dia 5 de agosto Douglas estava na conveniência e teve uma briga com Elizeu. Os dois acabaram entrando em vias de fato e o proprietário do estabelecimento precisou intervir. Mesmo assim, Douglas ameaçou retornar ao local com uma arma de fogo.

Com isso, Elizeu foi até a casa de um amigo, no Jardim Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde se escondeu. Já por volta das 11h45, Douglas foi até o local onde Elizeu estava acompanhado de Aslan, que dirigia o Gol. Ao encontrarem a vítima andando a pé, eles emparelharam o carro e chamaram o rapaz.

Em seguida, Douglas atirou, atingindo a vítima com dois disparos. Elizeu ainda foi socorrido e levado ao posto de saúde, mas não resistiu aos ferimentos. Os autores do crime ainda fugiram, mas acabaram identificados e Douglas foi preso dois dias depois por policiais civis.

 

Nesta quarta-feira, em júri popular, os dois rapazes foram condenados. Douglas cumprirá 9 anos e 8 meses pelo homicídio e também por porte irregular de arma de fogo. Já Aslan deverá cumprir 9 anos por homicídio. Os dois permanecerão em regime fechado, mas até o trânsito em julgado, Aslan permanece solto, já que respondeu a todo o processo em liberdade.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE